Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Homens e os urinóis públicos...

Domingo, 10.11.13

Seja nas discotecas, bares ou até mesmo nas estações de caminho de ferro, é sempre a mesma coisa...

Nem é perciso procurar pelas tabuletas, pois o carreiro do espézinhado de mijo indica-nos sempre onde ficam os wc... Chegamos á porta, respiramos fundo e sustemos a respiração, para tentar aguentar lá dentro sem morrer intóxicados.... Abrimos a porta com o sapato e tentamos escolher os mosaicos com menos "humidade" até ao urinol... Depois de o serviço estar acabado e de já estar-mos convenientemente aliviados, como é normal e habitual, NÃO puxamos o autoclismo, sim porque há sempre aquele cromo que lá vái e tem aquela mirabulante, e genial ideia quase ao nivel dos melhores intelectuais de pensar qualquer coisa tipo, " k brilhante ideia que acabei de ter, vou mijar as torneiras todas, e daqui a nada vem aqui um cromo e vai sujar as mãos todas.... Cruzes credo, sou mesmo mauzinho..." E então põe-se a apontar para tudo o que é torneiras paredes portas e até ao caixote do lixo ao pé da sanita, isto tudo de uma maneira tão entusiasmante que com toda aquela emoção ás vezes até mija as próprias calças, culpando depois a coitada da torneira de lavar as mãos.... 

 Passado este heróico acto, passamos á parte em que lavamos as mãos (tirando sempre aqueles 95% de artolas que não as lavam com medo que a cerveja aqueça com o tempo que vão perder a lavá-las claro... ) naquela parte da wc onde estão umas das melhores invenções nas wc modernas são aquelas torneiras do push, em que podemos lavar as mãos sem ter de nos preocupar em fechá-la, e também aquele secador que poupa muito papel e que, felizmente, também não tem interruptor (pois se tivesse certamente seria também alvo dos mijomaníacos)... Depois de toda esta aventura, só nos resta uma última rotina, aquela fase em que procuramos um tapete onde limpar os sapatos, para que os rastos de urina não nos persigam durante o resto da noite toda... E claro, agradecer aos santinhos o facto de existir gravidade, pk acredito que se não a houvesse, até o tecto tentariam mijar...

 

 

Tudo isto para tirar esta brilhante conclusão...

 

"Cambada de porcos pah..."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Madox às 21:42


4 comentários

De Teresa a 08.01.2014 às 12:32

OMG
Vocês estão bem piores nesse aspecto que nós, mas deixa-me que te diga que também há mulherzinha muito porca por aí e nós temos aqueles dias dos mês...não preciso dizer mais nada pois não?

De Madox a 08.01.2014 às 13:36

Pois, como é óbvio não tenho grande meio de comparação, mas pelo que me disseram, aqui numa disco da terra, as mulheres sempre têm direito a um sofá e a uns brinquedos,, coisas que não existem na dos homens ahhahah

De Teresa a 08.01.2014 às 13:43

Brinquedos? Nem quero imaginar com que fim!!!

Quando escreves novo post? Ahh e já agora Bom Ano :)

De Madox a 08.01.2014 às 13:50

Pois, o fim, consegue-se imaginar, mas vá, realmente secalhar essas coisas no lado dos homens não teria mta saída não llool
Pois, escrever ultimamente não tenho andado muito por aqui, mas a ver se entretanto actualizo isto um bocadinho :)
Obrigada, e um Bom Ano também para ti :)

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


Contador


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

pesquisar

Pesquisar no Blog  




comentários recentes

  • meialaranjainteira

    :) Porque não experimentas?Fica bem.

  • Madox

    Vou-te ser sincero, não tenho acompanhado nada dos...

  • meialaranjainteira

    Estou bem, a caminho de o ser... :) Se me visitare...

  • Madox

    Olá! Já acreditei muito, mas cada vez, acredito me...

  • meialaranjainteira

    Olá!Há-de ser diferente, um dia. Acredita!Fica bem...

  • Madox

    Bem, se é justo que começo por dividir homens e mu...

  • Anita Pardalita

    Antes de tecer qualquer outro comentário tenho de ...

  • Madox

    Não é necessáriamente confuso, mas continua a não ...

  • Teresa

    Parece confuso, mas não é.... Do meu ponto de vist...

  • Madox

    Pois, o fim, consegue-se imaginar, mas vá, realmen...