Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A minha primeira experiência no mundo do BTT: Dei cabo dela toda!!

Quarta-feira, 27.09.17

21687916_1539523822736075_8066709862062593829_n.jp

 

A minha primeira experiência no mundo do BTT: Dei cabo dela toda!!
Há uns dias, fui desafiado a participar numa dessas provas de BTT, e aqui o cromo, seguindo o seu lema de que "todos conseguimos fazer tudo!", lá se inscreveu e foi cheio de coragem! A bicla, comprada no continente há uns anos, precisava de um "reforço" de equipamentos, para conseguir resistir aquilo, e eu até tratei disso, mas tão em cima da hora que metade das coisas, que teriam de ser adaptadas, acabaram por nem ser montadas, mas pronto, adiante. Para começar bem, deixei-me adormecer logo de manhã (isto de ir para o S. Mateus na noite anterior até ás tantas tem muito que se lhe diga! :D ). Levantei-me desnorteado e a correr e tal, mas atrasado qb que só consegui chegar aos dorsais quando o pessoal já estava de partida. Ora já toda a gente tinha arrancado, quando um gajo ainda ia a correr com o saco dos brindes nas mãos! Passado isto pego na bicla, chego a rotunda e já não vejo ninguém! "E agora??" Não havia nada a indicar, então vi uns ciclistas, e comecei a segui-los! Assim que passo 2 vejo que não têm o dorsal e começo a desconfiar que já estou meio fdd! E estava mesmo, tinha ido pela saída errada! Meia volta na bicla, e vai ele a fundo a ver se consegue apanhar alguém, com o orvalho a bater nas trombas e ainda meio a dormir, mas sempre a fundo! "Segues sempre em frente, e depois lá em baixo é á esquerda!!" - Disseram-me" E eu segui em frente!! Tão em frente que só parei quando encontrei um ponto de reforço! Raios, eu ia a pedalar que nem um doido, mas não podia já estar num ponto de reforço sem passar por ninguém!! Meia volta na bicla, e lá voltei para trás até apanhar o trilho certo! Assim que descoberto o trilho certo, era preciso pedalar para conseguir apanhar alguém ( sim porque quando eu participo em algo, o objetivo é sempre não ganhar e nunca ficar em último :D ). Ia a bom ritmo, até que vejo um aviso que dizia "descida perigosa" mas, não sei bem porquê, eu entendi "descida mesmo boa para ir ainda mais a fundo e ganhar mais uns segundos"! E começou a descer bem, foi onde atingi mais velocidade, e mais só desci metade. Ia mais ou menos a meio, já ia a "chorar" dos olhos quando me apercebi que a bicla achava que era melhor descer pela valeta! Um gajo, olha para as rodas, ambas a derrapar com a travagem mas com a bicla a ir na mesma velocidade, tem aquele momento de pensamento profundo que te diz " bem, fodido tu já estás, portanto é melhor começar a escolher um bom bocado de mato para te deitares! E assim foi, a35km/h capotei a bicla e acabei a fazer um "carrinhos" a um eucalipto (ele está bem!).
Ponto da situação: não há ossos partidos, só os joelhos cascados, portanto, siga! Pego na bicla para continuar, mas ela estava um bocadinho "desconcertada". Roda para um lado, guiador para outro, uma bela merda que para ali estava!
Acho que gastei ali logo o meu pequeno almoço todo a endireitar aquilo, mas consegui, e segui.
Acabo o resto da descida, começo a pedalar, e descubro outro problema: o manipulo as mudanças partidas, e o desviador traseiro empenado, com as mudanças sempre a saltar e a sair... Como desistir não é opção, e a tropa manda desenrascar, com uns cavacos, e segurando a manete das mudanças sempre com a mão, consegui UMA mudança!! A 6ª!!
Ponto de situação: Fizeste 10km, ( 5 dos quais enganado) já te esbardalhas-te pelo chão além, e tens agora 1ª mudança, a 6ª, para conseguir chegar ao fim. Mas, siga em frente, tão em frente que chegas a um sitio em que a seta te indica para um portão, portão esse que já está fechado... "Disseram-me que já não havia mais ninguém!" Mas havia! EU!! E ia, só com uma mudança, determinado em não ficar em último! A estratégia era agora, pedalar descidas, planos e pequenas subidas, e correr com a bicla nas outras subidas mais acentuadas! E assim foi, até que encontrei as primeiras pessoas! Uma miúda que também se esbardalhou, queixava-se do joelho, mas não parecia nada de grave, e como já estavam os bombeiros a chegar ao pé dela segui, já com o "ciclista vassoura" na minha roda. A estratégia continuava a mesma, naquelas subidas um bocadinho mais inclinadas, mas que eu tentava sempre subir a pedalar, o desviador dava estalos que parecia o demo. Ora dava estalos, ora a corrente saltava porque para me desviar dos pinheiros tinha de largar a manete das mudanças e aquilo embrulhava-se tudo... "Isso está mesmo tudo empenado! Dificilmente consegues terminar com isso assim... O ponto do reforço é já ali á frente, se quiseres posso chamar alguém para te levar a bicicleta até á meta..." - Disse o vassouras!
Mas o que é que aquele gajo estava para li a dizer a um gajo que sai do S. Mateus ás 4 da manhã para estar ali??? Estava a sugerir a um gajo determinado e com os joelhos todos cascados a desistir?? Are you kidding me????
Não lhe respondi, mas ainda me senti mais "picado"... "Desistir?? Mas qual desistir qual crl... Nem que tenha de a levar ás costas meu menino!!"
E lá vão eles, na velocidade possível, mas a recuperar terreno aos últimos mesmo só com uma mudança...
A determinação era tanta que ao fim de 20km, deixei finalmente de ser o último!! Ultrapassei 2 pessoas e já me sentia mais descansado, então agora já podia seguir mais relaxado, agora sozinho outra vez, pois o vassouras ficou com os outros, mas a bom ritmo. E não demorei a encontrar companhia, todos com a mesma opinião ("Isso está mesmo tudo fodido! Vais acabar de partir o resto!") mas a seguir em frente. Lá ia eu no meu ritmo, já com uma dor na mão de ir tanto tempo a segurar a manete, até que a uns 3 km do fim, encontrei a única coisa negativa que achei em toda a corrida: um rapaz cai no chão com cãibras, e os 3 que seguiam com ele, nenhum fdp parou para o ajudar! Não gostei nadinha daquela atitude, mas fiquei ali um bocado a ajudar o coitado enquanto mentalmente continuava a chamar nomes aos 3 fdp... Rapaz em pé, e siga até ao fim! Mas como fazer os 25km (que acabaram por ser 30) só com uma mudança estava a ser demasiado fácil, eis que o eu mais temia aconteceu: um bocado do terreno irregular, e o eixo da roda traseira, pum, fodeu-se!  :/ :/

Ponto de situação agora: faltam 2km, só tens uma mudança, o eixo já era, a roda vai a raspar no quadro, continuas com os joelhos todos cascados, e o que é que fazes?? Siga!!
A senhora policia quando me viu passar por ela, até me chamou de doido, mas pronto, ela não me conhece... :D Dali, foi um instantinho até chegar á meta, e ainda me desafiaram a dar um salto nos degraus para a foto, mas... Não esquecer o ponto de situação!! :D
Assim foi, 4 horas de pura emoção e divertimento, passando por umas freiras todas sexys, e umas... Matrafonas?? Não sei o que chamar aquilo :D mas com a satisfação de chegar ao fim, e com a sensação do dever cumprido! E se é das melhores satisfações!! :D
Agora, o mundo do BTT pára para mim por uns tempos. Tenho de meter a bicla na enfermaria, está visto que ela não é tão determinada quanto eu, mas um dia há-de lá chegar... :D

"Não importa se o desafio é forte, grande ou difícil demais, porque a determinação de vencer supera qualquer coisa!"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Madox às 11:02





mais sobre mim

foto do autor


Contador


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

pesquisar

Pesquisar no Blog  




comentários recentes

  • meialaranjainteira

    :) Porque não experimentas?Fica bem.

  • Madox

    Vou-te ser sincero, não tenho acompanhado nada dos...

  • meialaranjainteira

    Estou bem, a caminho de o ser... :) Se me visitare...

  • Madox

    Olá! Já acreditei muito, mas cada vez, acredito me...

  • meialaranjainteira

    Olá!Há-de ser diferente, um dia. Acredita!Fica bem...

  • Madox

    Bem, se é justo que começo por dividir homens e mu...

  • Anita Pardalita

    Antes de tecer qualquer outro comentário tenho de ...

  • Madox

    Não é necessáriamente confuso, mas continua a não ...

  • Teresa

    Parece confuso, mas não é.... Do meu ponto de vist...

  • Madox

    Pois, o fim, consegue-se imaginar, mas vá, realmen...